Sexo oral e como o sexo fica melhor com ele

30/01/2018

Sem pudores, o assunto hoje é sexo oral e como o sexo fica melhor com ele. Há quem o despreze e fuja dele como o diabo foge da cruz. Uma pena!

Tá com nojinho? Então nem vai

Claro que ninguém é obrigado a fazer algo que não esteja afim. Mas vale sempre lembrar da lei da retribuição. Não quer fazer sexo oral? Então não insiste em receber. O recado vai principalmente para os homens, que são mestres nessa questão.

Você sabia? Enquanto 78% dos homens afirmam receber sexo oral com frequência, 4 em cada 10 homens não retribui a mulher. E entre os homens que fazem com frequência, 35% sente nojo da prática.

O clitóris é um botão mágico

Ora, nojo por quê meus amigos? Talvez vocês ainda não conheçam as maravilhas que um sexo oral bem feito podem fazer com uma mulher. O clitóris é um botão mágico! Os dedos são ótimos, mas nada substitui boca e língua bem treinada.

Sem contar que, apenas ¼ das mulheres sentem orgasmo com a penetração. 40% das mulheres brasileiras nunca gozaram durante o sexo. =/

Vale lembrar ainda, que as mulheres precisam de ainda mais estímulos que os homens para que o sexo seja agradável. Diferente dos filmes pornôs, onde o cara já chega chegando, a lubrificação da mulher é essencial para que ela tenha prazer. E a sua boca tem o poder de levá-la à loucura.

Quem nega beijo pós-oral tem nojo de si mesmo

Sabe quando você vai beijar a pessoa após o sexo oral e ela nega, dizendo que tem nojo? Broxante, não existe outra palavra. A questão é que isso é muito cultural e precisamos falar sobre pra quebrar certos tabus.

Nossa genitália não é nojenta e devemos amá-la como qualquer outra parte do nosso corpo. Se você é uma dessas pessoas que sente esse nojinho, reflita um pouco se não é a repressão sexual que está te bloqueando. Se sozinho(a) você não conseguir, talvez seja a hora de buscar uma ajuda profissional.

Um momento que merece ser aproveitado

Sabe quando a gente vai no parque diversões? Imagine o sexo oral dessa forma e aproveite ao máximo esse momento:

NA MULHER

Não tenha pressa • E isso começa antes mesmo do sexo oral. Antes de cair de boca, estimule ela de outras formas. Capriche nos beijos, dê boas lambidas e acaricie seus seios, por exemplo. Uma boa dica é colocar a mão dentro da calcinha e verificar se ela já está molhada, pra só então começar com a boca. E quando partir pra ação, continue sem pressa, caprichando.

Preste atenção nos sinais • Não só no sexo oral, mas durante toda a transa, é importante prestar atenção nas respostas que sua parceira dá em cada estímulo. Mulheres são muito expressivas e muitas sentem vergonha de dizer o que precisa ser feito para aumentar o prazer. Então, você vai arrasar se souber interpretar esses sinais e direcionar seus esforços pro lugar certo.

Não vá direto ao ponto • Quando falamos que o clitóris é um botão mágico, não significa que é só chegar lá e apertar. Antes de chegar nele e nas suas mais de 8 mil terminações nervosas, comece pelas outras áreas da vagina. Como o clitóris é uma região muito sensível, o ideal é chegar lá quando a mulher estiver bem excitada.

O estímulo certo é o maior amigo da excitação • No homem, à medida que as coisas vão esquentando, quanto mais rápido e intenso, melhor. Na mulher é um pouco diferente. Se aumentar demais o ritmo, ela pode perder o tesão. No clitóris, existem 2 movimentos com a língua que agradam a grande maioria das mulheres. São eles: movimentos circulares e movimentos desenhando um 8.

NO HOMEM

Aguce a expectativa • Sabe aquele suspense? Quando você fica sem saber se a pessoa vai fazer aquilo ou não? Abuse disso e verá que quando chegar lá, ele já estará extremamente excitado.

Imagine que esse é último picolé do freezer • Com calma e sensibilidade, vá chupando esse picolé como se fosse aquele último que restou. Sem pressa! Explore todo o garoto e explore também as bolas (vá com calma, nem todo homem se sente confortável).

Deixa a vergonha junto com a calcinha/cueca, lá no chão • Vergonha, no sexo em geral, já atrapalha. No sexo oral, muito mais! Começou? Vá sem medo e mostre que está gostando. Caras safadas, olhares sedutores e muita ousadia são as palavras.

 

Já tentei e não gosto mesmo!

É claro que existem pessoas que, mesmo experimentando várias vezes, não vão curtir de forma alguma. Mas reflita: você realmente tentou identificar os motivos para que não goste? Pensando sobre porquê não gosta, talvez você acabe percebendo que não tem nada a ver.

E por último e não menos importante: Adora receber, mas não quer retribuir? Fica na mão, egoísta.

 

34 3219 5000